[CURITIBA] 1º de Abril, descomemoração dos 50 anos de ditadura!

Ontem, 1º de abril, dia que o golpe militar “comemorava” 50 anos, o CALC-CAB fez parte da agenda de ações que servem para mostrar que não esquecemos e não perdoamos os crimes do Estado.

Em ato organizado pelo Coletivo Anarquista Luta de Classe e demais organizações e entidades que fecharam com a pauta de denúncia aos crimes da ditadura (Centro Acadêmico Hugo Simas, Coletivo Quebrando Muros, Levante Popular da Juventude, Partido Comunista Brasileiro,  Partido Socialismo e Liberdade, RUA e Coletivo Tarifa Zero Curitiba) mostramos que esta data não seria comemorada, mas sim lembrada.

O ato foi marcado pelo escracho e posterior retirada do busto de Flávio Suplicy de Lacerda, ex-Reitor da UFPR que tentou instaurar mensalidades nas universidades públicas durante a ditadura (isto é, privatizar o acesso) e que foi o Ministro da Educação responsável pelo acordo MEC-Usaid, bem como de perseguição muito ferrenha aos estudantes (saiba mais aqui: ATO: 50 anos de ditadura e a repressão continua!). A estátua ainda foi arrastada pelas ruas da cidade, como fizeram os estudantes em 1968 na luta contra as mensalidades.

Suplicy arrancado

Durante a noite, o CALC marcou a data com a mesa “NEM ESQUECER NEM PERDOAR! 50 anos do Golpe Militar: a repressão ontem e hoje”.

Compuseram a mesa: o Professor Doutor da UFPR Adriano Nervo Codato (membro da Comissão da Verdade), Augusto e Leonardo, militantes do CALC. Foi discutido o histórico da ditadura, seus reflexos na atualidade, seus resquícios e a retomada de alguns elementos do Estado de exceção no período após jornadas de junho de 2013. Não poderíamos deixar de fazer lembrar das recentes perseguições que nossos companheiros da organização irmã Federação Anarquista Gaúcha vem sofrendo (a FAG teve sua sede invadida algumas vezes pelo poder estatal, militantes perseguidos na rua e o filho de uma militante assediado por um policial à paisana), assim como a repressão que os pobres, negros e marginalizados nunca deixaram de sofrer. O evento teve um bom público, por volta de 40 pessoas.

Foto Suplicy escrachado

JAMAIS ESQUECER, NEM PERDOAR!
NENHUM PERDÃO AOS CRIMES DO ESTADO!
LUTAR! CRIAR PODER POPULAR!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s