[CAZP] Bakunin, mais de 200 anos, contemporâneo como nunca

Retirado de: https://www.facebook.com/cazpalmares/photos/a.280261412156749.1073741828.280250265491197/430032173846338/?type=1&theater

Em andamento a desocupação da Vila dos Pescadores do Jaraguá, na imagem Terreiros e pontos de cultura e memória, casa de trabalhadores sendo destruídos enquanto o ARMAZÉM DE AÇÚCAR segue e seguirá em pé.

Segue um depoimento que resume bem a atual situação dos moradores da Vila:

Mariana tem quatro anos e não sabe porque o pai anda de um canto a outro do barraco de um só vão, espremido entre tantos outros na favela em frente “à praça da moça de ferro”, como ela costuma chamar a réplica da Estátua da Liberdade fincada diante do mar de Jaraguá. Ainda não amanheceu, e Mariana se protege do frio no colo da mãe, que a segura nos braços e parece tão preocupada quanto o marido. Em dias normais, àquela hora, o pai de Mariana costuma já estar de pé. Em vez do ar preocupado, porém, a serenidade é embalada pela música assoviada baixinho, para que a criança não acorde nem atrapalhe o sono da mulher – companheira há 7 anos. Em dias normais, o homem sai para enfrentar o mar, na esperança de trazer de volta o alimento que suprirá a necessidade da família. Hoje, no entanto, o pescador não saiu para ver o mar. Em vez disso, ouviu falar, na noite anterior, que um mar invadiria o seu barraco. Um mar fardado, de arma em punho, quiçá violento. Então se lembra de quantos mares bravios já enfrentou na vida. É da natureza do mar ser bravo e ele sabia. Mas era da natureza do homem? “Eu sou a corda, seu moço, não sou a âncora”, responde à minha pergunta. “A corda é quem sempre arrebenta”, diz com pesar. Mariana não sabe o que está acontecendo. Provavelmente, não verá mais a moça de ferro com a mesma frequência com que via até hoje. E nem entendeu aquele mar de gente fardada que chegou afugentando um cardume de seres indefesos.

DEPOIMENTO DE CARLOS NEALDO

Pra que(m) serve a polícia?
Pra que(m) serve o estado?

Estivemos e estaremos sempre presentes na luta dos moradores da Vila!

Lutar, criar, Poder Popular!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s