Saudação do CALC à fundação da Federação Anarquista dos Palmares (FARPA)!

“(…) a organização, longe de criar a autoridade, é o único remédio contra ela e o único meio para que cada um de nós se habitue a tomar parte ativa e consciente no trabalho coletivo, e deixe de ser instrumento passivo nas mãos dos chefes.”. (Errico Malatesta)

Saudações aos companheiros e companheiras de terras alagoenses,

Nós do Coletivo Anarquista Luta de Classe (CALC), do estado do Paraná, que compomos a Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) em conjunto com demais organizações anarquistas especifistas espalhadas pelo Brasil, vimos com muito entusiasmo e felicidade saudar a fundação da FARPA – Federação Anarquista dos Palmares. Fruto de um processo de avanço do anarquismo organizado no estado de Alagoas, tocado pelo Coletivo Libertário Delmirense e Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares, que com muito suor e trabalho árduo em meio aos movimentos populares do estado vêm construindo referência de organização, disciplina, ética e estratégia no campo especifista.

Vemos nesse passo a construção da mais nova federação anarquista em solo nordestino, território de muita luta popular e resistência à dominação capitalista, região de suma importância para a construção do movimento anarquista brasileiro. Um avanço importante e que nos anima pelos quatro cantos do Brasil, de norte a sul, de leste a oeste, em que desperta um sentimento lindo de que não estamos sozinhos e cada vez mais fortes! Dentre erros e acertos, vamos caminhando rumo à sociedade que almejamos, com coerência entre meios e fins. Vamos avançando na construção da sociedade socialista e libertária a partir do hoje, através de nossos trabalhos nos movimentos sociais, vamos enraizando os princípios libertários nas massas, sem ser vanguarda ou retaguarda, mas sim construindo ombro a ombro os movimentos sociais com a classe dominada.

Frente a uma conjuntura em que a luta de classes se acirra cada vez mais, com cortes de verba nos serviços públicos, sucateamento e precarização das universidades públicas e do SUS, ataque aos direitos da classe trabalhadora, demissões em massa, redução da maioridade penal, aumento de impostos, extermínios da população negra e pobre das periferias, e sem jamais esquecer a resistência indígena, como a dos guarani-kaiowás que vem sofrendo brutal perseguição agora no Mato Grosso do Sul pelos fazendeiros, protegidos pela lei, pelas policias, militar e civil e até a Força Nacional, faz-se necessário cada vez mais que nós, anarquistas especifistas, estejamos inseridos em meio à classe que compomos e forneçamos uma proposta de organização e luta, visto que outros setores da esquerda vêm demonstrando cada vez mais seus limites neste momento histórico, ainda se perdendo pelos palanques e holofotes da esquerda institucional, pautando a mudança pela via eleitoral, de cima para baixo.

E é com grande confiança nos mais de 10 anos de trabalho árduo dos companheiros e companheiras alagoenses, que nos alegramos e saudamos mais esse avanço do anarquismo especifista em solo nordestino brasileiro. Que continuemos firmes e fortes nessa batalha, reconhecendo que muita coisa ainda deve ser construída neste país de dimensões continentais, a partir da luta dos de baixo, rumo ao socialismo libertário!!!

VIVA A FARPA!! VIVA A LUTA POPULAR NORDESTINA!!

VIVA A CAB!!

VIVA O ESPECIFISMO!!

RUMO AO SOCIALISMO LIBERTÁRIO!!

calc_cmyk_011.jpg

18 de setembro de 2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s