Grupos de Estudos Libertários

 

CEL

Em 2017, o CALC vem articulando o CEL (Círculo de Estudos Libertários) na cidade de Curitiba, nas últimas terças-feira de cada mês, no Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná, às 18:30, na sala 205 da Psicologia, discutindo vários temas relevantes para os movimentos sociais, para a esquerda e para o anarquismo.

O CEL surgiu em Curitiba como espaço de estudo em janeiro de 2011 com o objetivo de debater “a atuação política, a teoria clássica e contemporânea do Anarquismo, (…) fortalecendo a perspectiva classista, autônoma, socialista e combativa das classes exploradas, em sua formação cultural e intelectual”. Com dois encontros por mês e textos lidos previamente por seus participantes, o grupo teve relativo sucesso no que se propunha a fazer, se tornando ainda “por tabela”, uma referência para os novos companheiros e companheiras interessados nas propostas do anarquismo organizado.

A partir de 2012, o CEL tornou-se um espaço ligado ao CALC, com encontros mensais abertos a participação de estudantes, trabalhadores e trabalhadoras que queiram se debruçar sobre o estudo das lutas sociais e do anarquismo organizado.

No ano de 2013 e 2014 o CALC articulou o Grupo de Estudos Libertários (GEL) em Campo Mourão, na UTFPR.

Em 2014, aconteceram encontros do CEL-Maringá na Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Em 2016, o CEL-Matinhos aconteceu na UFPR-Litoral.

Criamos um programa comum de textos, com base em programas utilizados pela FARJ, FAG e OASL, outras organizações que compõe a CAB, que auxiliam na discussão de temas que julgamos pertinentes.

gel

Objetivo dos grupos de estudo:

Serem espaços públicos de estudo e discussão sobre a luta dos movimentos sociais, temas importantes para a esquerda e para o anarquismo. Espaços abertos para militantes em movimentos sociais, libertários e curiosos. Temos o objetivo de introduzir o anarquismo, seus conceitos essenciais e em especial demonstrar quais são as concepções de nossa corrente histórica (Anarquismo Especifista).

1° Encontro

– Apresentação

– Estudo: O que é Anarquismo?

Neste primeiro encontro buscamos apresentar qual são nossos objetivos e a dinâmica que pensamos para o grupo de estudos durante o ano. Além disso, a partir da discussão baseada no texto e nesta primeira temática, “O que é o Anarquismo”,  pretendemos dar um panorama geral sobre quais princípios, ideias e conceitos são fundamentais ao anarquismo e discutir um pouco sobre como esta ideologia se formou e esteve presente na história.

  • O que é Anarquismo? – Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Baixe aqui: CEL I

2° Encontro

 Anarquismo Social x Anarquismo como Estilo de Vida

Neste segundo encontro a ideia é discutirmos o anarquismo nos marcos dos movimentos classistas/massas, em contraposição a uma expressão “cultural” do anarquismo no presente, o “anarquismo como estilo de vida”. O objetivo é recuperar o anarquismo como ideologia e “fermento” das classes exploradas nos processos de transformação social.

  • Anarquismo Social – Federação Anarquista do Rio de Janeiro
  • Anarquismo social ou anarquismo de estilo de vida – Murray Bookchin

Baixe aqui: CEL II

3° Encontro

Anarquismo: Classes Sociais e Poder

Este módulo tem como finalidade expor o entendimento que os anarquistas (da vertente de massas) têm dos sujeitos revolucionários, sendo a concepção destes distinta das demais correntes do socialismo por negar o exclusivismo “proletário”. Num segundo momento, buscaremos estabelecer a noção de poder para os anarquistas e a sua proposta de organização.

  • Da periferia para o centro sujeito revolucionário e transformação social – Felipe Corrêa
  • Nossa concepção de poder popular – Artigo teórico elaborado pela Coordenação Anarquista Brasileira para o primeiro número de sua revista Socialismo Libertário, publicado em junho de 2012.

Baixe aqui: CEL III

4° Encontro

Anarquismo: Críticas e Propostas

Neste módulo, partimos da crítica aos nossos inimigos de classe, o Estado e o capitalismo, e apontamos para as bases que irão substituí-los na organização da sociedade futura. Estas bases também são o modo de organização que defendemos no seio dos movimentos sociais no presente: autogestão, federalismo e defesa do socialismo libertário.

  •  A Sociedade de Dominação e Exploração: Capitalismo e Estado – Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ)
  • A concepção anarco-sindicalista de autogestão – René Berthier
  • Objetivos finalistas: Revolução social e socialismo libertário, capitulo 5 do livro Anarquismo Social e Organização – Federação Anarquista do Rio de Janeiro

Baixe aqui: CEL IV

5° Encontro

Raça e Anarquismo

Nesse encontro iremos adentrar na discussão referente à raça, elemento fundamental da formação social brasileira e historicamente negligenciado até mesmo dentro das organizações e movimentos de esquerda. O encontro busca dialogar com os acúmulos existentes do anarquismo sobre o tema, bem como abordar o tema do genocídio do povo negro e da autodeterminação dos povos.

  • Anarquismo e Revolução Negra, trechos selecionados – Lorenzo Kom’boa Ervin
  • Discurso Sobre o Colonialismo, trechos selecionados – Aime Césaire

Baixe aqui: CEL V

6° Encontro

Anarquismo Social, Gênero e Feminismo

Nesse encontro iremos debater as relações entre anarquismo e as lutas das mulheres e das pessoas LGBTT da classe oprimida, trazendo uma perspectiva libertária e a importância de que tal debate esteja enraizado no seio dos movimentos populares.

Baixe aqui: 

7° Encontro

Teoria e Ideologia

Tem como objetivo inicial diferenciar os conceitos de teoria e ideologia, que para nossa corrente são distintos. Após essa distinção, introduziremos a noção de ideologia anarquista, bem como a(s) teoria(s) anarquistas. Então, estabeleceremos a relação direta entre teoria e ideologia.

  • Teoria e Ideologia – Revista Socialismo Libertário nº2

Baixe aqui: CEL VII

8° Encontro

A organização política anarquista. Especifismo na América do Sul.

Buscaremos estudar neste modulo as distintas formas de organização política que os anarquistas adotaram ao longo da história. Daremos destaque para o especifismo – expressão política própria dos anarquistas na América do Sul, que representa grande parte do esforço político organizativo anarquista no presente, do qual o CALC se filia.

  • Tática e disciplina do partido revolucionário – Mikhail Bakunin
  • A plataforma organizacional dos comunistas libertários – Dielo Trouda
  • A organização política anarquista – Federação Anarquista Uruguaia (FAU)
  • O que é o especifismo e como ele se desenvolveu nos primeiros tempos da Federação Anarquista Uruguaia (FAU)? – Juan Carlos Mechoso, militante fundador da FAU, Trechos da entrevista A Estratégia do Especifismo.
  • Especifismo – Verbete do “Dicionário da Anarkia”.
  • Especifismo organização anarquista – Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ)
  • Elementos para uma reconstituição histórica de nossa corrente – Organização Anarquista Socialismo Libertário (OASL) / Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ)

Baixe aqui: CEL VIII  CEL VIII

Anúncios

25 opiniões sobre “Grupos de Estudos Libertários”

  1. Que bom que disponibilizem o material de cada encontro, assim a gente que está em outros estados onde ainda não existe um grupo de estudos libertários pode ter acesso aos textos e às discussões!

    1. Estamos fazendo nas últimas terças de todo mês. Este ano já fizemos 2 encontros, que aconteceram no Campus Santos Andrade da UFPR. Fique de olho que vamos divulgar o próximo aqui no site e no facebook.

  2. Olá, gostei muito da iniciativa! Gostaria de saber se há possibilidade de agendamento de palestra para uma turma universitária nesse mês. Muito obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Kurdistan America Latina

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Alternativa Libertaria_FdCA

Alternativa Libertaria_FdCA

Alternative libertaire

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Black Rose Anarchist Federation

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Federación Anarquista de Rosario (ex Columna Libertaria Joaquín Penina - Rosario, Argentina)

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Federação Anarquista Cabana – FACA

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

MPA Brasil

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Rádio Gralha | 106,1 MHz | Curitiba

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

FTA - Frente Terra e Autonomia

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Mulheres Resistem

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Resistência Popular MT

Lutar, criar, poder popular!

Resistência Popular - Alagoas

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Tendência Estudantil da Resistência Popular

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Estratégia e Análise

Organização parte da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

%d blogueiros gostam disto: