Arquivo da tag: coun

[FRENTE DE LUTA PRA NÃO PERDER O HC] LIBERDADE IMEDIATA PARA NICOLAS PACHECO!

Prisão arbitrária e ilegal do estudante Nicolas pela Polícia Federal foi usada para intimidar os manifestantes durante os protestos e faz parte da estratégia criminalização dos movimentos sociais

O estudante Nicolas Pacheco (18) está preso nesse momento na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba. Acusado de “resistência”, “desacato” e “constrangimento ilegal” quando participava de manifestação contra a privatização do HC/UFPR, em sessão do Conselho Universitário que iria votar a adesão do maior hospital público do Paraná à EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares).

A prisão de Nicolas é parte de um processo de criminalização contra os movimentos sociais que se intensifica a cada dia no país. O jovem foi brutalmente agarrado pelas costas por agentes da Polícia Federal, imobilizado e algemado, portanto seria impossível ter praticado os crimes que alegam contra ele.

Como um jovem de 18 anos teria condições de constranger alguém, desacatar, resistir à prisão e atacar mais de 10 policiais federais fortemente armados e mais de 8 agentes de segurança privada, quando encontrava-se imobilizado, sob efeito de spray de pimenta e algemado?

O total das penas máximas dos crimes que estão sendo imputados a Nicolas é de 5 anos, assim ele só poderá ser libertado por ordem judicial.

Imagens da imprensa mostram o exato momento da prisão ilegal: https://www.youtube.com/watch?v=9M-dsnV_JAI&feature=youtu.be

Para a Frente de Luta Pra Não Perder o HC essa prisão só tem como motivação a criminalização, coação e intimidação daqueles que seguem na luta contra a privatização do Hospital de Clínicas da UFPR e não aceitam os desmandos e arbitrariedades praticados pelo Reitor Zaki Akel Sobrinho. Por isso exigimos:

  • LIBERTAÇÃO IMEDIATA DE NICOLAS PACHECO!
  • FIM DA CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS!
  • PUNIÇÃO AOS POLICIAIS QUE PRATICARAM A PRISÃO ILEGAL E ARBITRÁRIA!

FRENTE DE LUTA PRA NÃO PERDER O HC

BARRAMOS DE NOVO! A LUTA NÃO VAI PARAR! RESISTIR PARA AVANÇARMOS!

Mais uma vez as três categorias da Universidade Federal do Paraná (estudantes, servidores e professores) de forma unida conseguiram barrar a entrada da EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), ou seja, a privatização do Hospital de Clínicas! 

Além dos estudantes, trabalhadores e trabalhadoras de Curitiba vieram compor a luta conosco lutadores e lutadoras do Paraná e do Brasil inteiro! E conseguimos barrar mais uma vez a privatização da saúde.

10382166_650995151659103_8501067077223644041_n

Após uma manhã inteira de mobilização, com panfletagens e atividades, centenas de estudantes e trabalhadores esperavam a convocação do Conselho Universitário (COUN) determinando o local em que ocorreria a votação da aprovação ou não da EBSERH.

Em mais uma manobra política do tucano Zaki (Reitor da UFPR) o local da reunião foi divulgado com uma hora de antecedência, tendo conselheiros do sindicato dos técnicos (SINDITEST) que ficaram sabendo do lugar apenas 20 minutos antes do horário marcado.

Como a maior parte dos conselheiros faz parte da burocracia da UFPR e se aliam com Zaki para conseguirem mais privilégios, de forma que defendem a privatização com todas suas forças, a EBSERH só poderia ser barrada com a força do movimento. Por isso, durante horas as categorias da universidade resistiram fazendo cordões de isolamento nas inúmeras entradas da Sede dos Correios para impedir que os conselheiros entrassem, paralisando ruas e impedindo que essa reunião acontecesse.

Após muita resistência, os burocratas tiveram que se utilizar da força de seus capatazes, a polícia, para conseguirem o número mínimo de conselheiros necessários para a votação. Em mais uma atitude truculenta e autoritária, a polícia avançou suas viaturas e um micro-ônibus (em que estavam 12 conselheiros) para cima dos lutadores e ainda agrediu estudantes e técnicos com chutes e pancadas.

Mesmo com o número mínimo de conselheiros para a reunião acontecer conseguimos pressionar e adiar a votação! O movimento já havia entrado com uma liminar na justiça exigindo a invalidade do COUN por não ter sido convocado com 48 horas de antecedência e por não acontecer nas dependências da UFPR. Após mais pressão das categorias combativas chegou um Oficial de Justiça trazendo a decisão sobre a invalidade do COUN e ainda assim, Zaki tentou “escapar”, recusando-se primeiramente a receber o oficial, mas depois cedeu.

BARRAMOS MAIS UMA VEZ A PRIVATIZAÇÃO! Depois de toda pressão, a Reitoria e seus burocratas, que só defendem a classe dominante, ainda vão tentar privatizar o HC! Mas dessa vez, o COUN terá que acontecer na Reitoria da UFPR e terá que ser convocado com 48 horas de antecedência! E VAMOS BARRAR DE NOVO!

barramos de novo

VAMOS RESISTIR DE NOVO!

É SÓ PELA FORÇA DAS RUAS QUE MANTEMOS E CONQUISTAMOS DIREITOS!

EBSERH, AQUI NÃO!

LUTAR! CRIAR PODER POPULAR!

A LUTA CONTINUA ESTA SEMANA! EBSERH NÃO PASSARÁ!

EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) é um projeto de privatização do Hospital das Clínicas. Ela cria uma empresa estatal de direito privado que desvincula o HC da UFPR, entregando a gestão do hospital à essa empresa. Isso fere a autonomia universitária, mudando o caráter do hospital. Hoje o HC é um hospital-escola, com foco no atendimento ao público do SUS, atendendo às necessidades inclusive de cidades do interior, que não possuem a infraestrutura necessária para garantir o acesso a saúde de alguns de seus pacientes com quadros mais complexos. Com a EBSERH, esse caráter muda o estatuto do HC para o de uma empresa privada, ou seja, visando primariamente o lucro. Isso piora as condições de ensino e de trabalho, e passa a operar como um hospital de porta dupla: uma entrada para os usuários do SUS, e outra pra os usuários que pagam convênios, precarizando ainda mais as condições da saúde pública. (Saiba mais em: www.contraprivatizacao.com.br/2012/03/m… )

Na última quarta-feira (4) centenas de técnicos, professores e estudantes se juntaram para barrar a privatização do Hospital de clinicas. Graças à organização e ação direta, impedimos que a EBSERH fosse votada. 

Uma nova sessão do COUN (Conselho Universitário) foi convocada para esta segunda, dia 9 de junho, às 14h. E A LUTA VAI CONTINUAR!

VAMOS TODOS E TODAS LÁ!

08h – Concentração e Debate Aberto no Pátio da Reitoria
12h – Almoço
14h – Manifestação no COUN com local a definir

LUTAR! CRIAR PODER POPULAR!

COM AÇÃO DIRETA VAMOS BARRAR A EBSERH!

Imagem

URGENTE Reitor da UFPR dá golpe e antecipa votação do COUN sobre a EBSERH

Retirado de: http://www.sinditest.org.br/noticias_detalhe/5/funpar/1948/reitor-da-ufpr-da-golpe-e-antecipa-votacao-do-coun-sobre-a-ebserh

O COUN deveria deliberar sobre a adesão ou não à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares na próxima quinta-feira (05), no entanto, o Reitor Zaki Akel Sobrinho, numa atitude que tentar dar um golpe da mobilização da comunidade acadêmica e da população, antecipou a votação desse item da pauta para quarta-feira (04). A informação da alteração da data partiu dos conselheiros que representam os técnico-administrativos e os estudantes do COUN.

Na mesma quarta-feira (04) será o início da greve dos trabalhadores da FUNPAR/HC em defesa a manutenção de seus empregos, já que a EBSERH, caso aprovada, demitirá os 916 trabalhadores fundacionais de maneira escalonada. O movimento do Reitor da UFPR é de desarticular os setores organizados da sociedade que dizem não à empresa.

Ademais, em 2012 o Conselho Universitário já havia votado contra a adesão a EBSERH. De lá para cá a UFPR não realizou nenhum debate público amplo com a sociedade sobre a situação do Hospital de Clínicas e a busca de soluções que não representem um quadro de privatização da saúde pública. Entretanto, o Reitor Zaki está propondo que seja feita a votação novamente e além de tudo, como estratégia sorrateira, antecipou a dia da votação.

Mesmo com a mudança repentina de data, o grande ato que aconteceria na quinta-feira (05) irá acontecer na quarta-feira (04), a partir das 07h00 da manhã no Pátio da Universidade Federal. Estão sendo feitos chamados a toda população, principalmente usuários do Sistema Único de Saúde, para participar das mobilizações.

Entidades sindicais, movimentos e organizações que estarão presentes no dia 04 de junho:

Sinditest-PR, APUFPR, CSP-Conlutas, CUT-PR, ANDES- Regional Sul, ANEL, SINTUEF-PR, DCE-UFPR, DANC, CAHK, CALC, Movimento Mulheres em Luta, Coletivo Outros Outubros Virão, Coletivo Quebrando Muros, SindSaúde, SISMMAR, SISMMAC, Núcleo PT/UFPR, Sintcon, CAE-RUA, Aposentados UFPR, CAF-RUA, CACS, PSTU, Sindijus-PR