Arquivo da tag: palavras de luta

[CABN] Palavras de Luta nº 4

Retirado de: http://www.cabn.libertar.org/?p=932

A quarta edição do jornal Palavras de Luta já está disponível. O informativo traz nesse trimestre a luta na Ocupação Contestado, um pouco da concepção do anarquismo especifista defendido pelas organizações que compõem a CAB (Coordenação Anarquista Brasileira) e o espaço Querela.

Confira: http://www.cabn.libertar.org/wp-content/uploads/2013/03/Palavras-de-Luta-04-web.pdf

Anúncios

[CABN] Jornal Palavras de Luta

Retirado de : http://www.cabn.libertar.org/?p=555

O jornal Palavras de Luta foi (re)lançado na comemoração do primeiro aniversário do CABN. O informativo passa a ser um novo veículo de propaganda do coletivo, através dele buscamos informar os caminhos das lutas sociais nas cidades onde nossa militância atua e propagandear as produções teóricas em torno do anarquismo.

Confira a terceira edição:
http://www.cabn.libertar.org/wp-content/uploads/2012/09/Palavras-de-Luta-03-1.pdf

[CABN] Informe do Coletivo Anarquista Bandeira Negra sobre a formação do Núcleo Joinville da organização

Retirado de: http://www.cabn.libertar.org/?p=141

No dia 11 de Fevereiro de 2012, militantes da Organização Dias de Luta, de Joinville/SC, reuniram-se com membros do Coletivo Anarquista Bandeira Negra (CABN), de Florianópolis, com o objetivo de aproximar as duas organizações. Os debates trataram das afinidades existentes em torno do anarquismo organizado de tipo especifista, inserido nas lutas sociais, e a necessidade de um conteúdo programático e organizativo que envolva diferentes cidades do estado de Santa Catarina.

Decidimos então que a Organização Dias de Luta deixa de existir e as duas organizações a partir de então reúnem-se no Coletivo Anarquista Bandeira Negra, que passa a possuir dois Núcleos: Joinville e Florianópolis. O jornal Palavras de Luta passa a ser o informativo do CABN, veículo de propaganda com o objetivo de informar os caminhos das lutas sociais nas duas cidades nucleadas e propagandear as produções teóricas em torno do anarquismo.

Nos próximos meses ampliaremos os debates construtivos ao anarquismo em nossa região, ampliando laços com outras organizações e apoiados em atuações efetivas nos movimentos sociais combativos, fortalecendo suas lutas e buscando sempre a construção de um verdadeiro Poder Popular: construído a partir da base, com democracia direta, horizontalidade, federalismo e autogestão.

Aproveitamos o momento para reafirmarmos os princípios e aproximação político-ideológica ao Fórum do Anarquismo Organizado (FAO) e suas organizações.

Coletivo Anarquista Bandeira Negra

Fevereiro de 2012